Posts

As boas novas

Quando era criança gostava muito de um doce chamado marmelada¹, durante algum tempo procurei nos supermercados, mas faz algum tempo que tomei consciência de que estes doces assim como muitas coisas do “meu tempo” não existem mais, isso infelizmente se aplica também a igreja, muitas das práticas comuns à igreja no passado, hoje já não existem. Uma das práticas que a igreja moderna tem perdido é o evangelismo que quando ocorre parece sem efeito, quando se fala em evangelização a igreja entra em crise perguntando “De que forma conseguiremos transmitir o evangelho a esse mundo pós-moderno? ”. Leia mais

Disciplina na igreja

Até pouco tempo, ser “evangélico” indicava vagamente aqueles protestantes de todas as denominaçoes – presbiterianos, batistas, metodistas, anglicanos, luteranos e pentecostais, entre outros – que detinham pelo menos três características: consideravam a Bíblia como Palavra de Deus, autoritativa e infalível; eram conservadores no culto e nos padrões morais; cultivavam uma visão missionaria. Hoje, no Brasil, o termo não abrange mais tais itens, mas tem sido usado para se referir a todos os que, no âmbito do cristianismo. não são católicos romanos: protestantes históricos, pentecostais, neopentecostais, igrejas emergentes, comunidades dos mais variados tipos etc. Os evangélicos tem tido dificuldade para escolher uma única palavra que os defina, já que “evangélico” praticamente perdeu seu sentido original. Quando, para nos identificarmos, precisarmos pedir licença para tecer longas explicações e depois temos de lançar mão de três ou quatro atributos. isto é sinal de que a coisa está realmente feia. Leia mais