TOMANDO A DECISÃO DE ARRISCAR-SE

Irmãos, sigam unidos o meu exemplo e observem os que vivem de acordo com o padrão que lhes apresentamos. Pois, como já lhes disse repetidas vezes, e agora repito com lágrimas, há muitos que vivem como inimigos da cruz de Cristo. Quanto a estes, o seu destino é a perdição, o seu deus é o estômago e têm orgulho do que é vergonhoso; eles só pensam nas coisas terrenas. A nossa cidadania, porém, está nos céus, de onde esperamos ansiosamente um Salvador, o Senhor Jesus Cristo. – Filipenses 3:17-20

O QUE É A SUA VIDA?

Já falei aqui que o homem vive uma crise de masculinidade que a cada dia se agrava, o homem moderno na tentativa de minimizar  os problemas e o estresse está cada vez mais envolvendo-se menos com a vida, fingindo que assim os problemas da vida não o alcançam, ouço muito homens afirmarem que estão cansados e querem mais  segurança e  tranquilidade, por isso ficam tão inertes. O que há de tão perigoso em ficar parado sem fazer nada? Sem fazer aquilo que Deus tem nos chamado. Os relacionamentos que nunca aprofundam; As pessoas necessitadas às quais nunca serve – nem mesmo enxerga;
São as grandes orações que você nunca faz; Os pensamentos elevados que nunca tem; As aventuras em que nunca se envolve; São as corridas de que você nunca participa e as batalhas em que nunca luta;  As risadas que nunca dá e as lágrimas que nunca verte;

VOCÊ FOI FEITO PARA ALGO MAIS!
Não podemos ficar só sentados. A vida é curta demais para se jogar na retranca o tempo todo. Deus “chama“ pessoas comuns para tarefas específicas. O chamado de Deus acontece antes de nos arriscarmos.
Como Deus faz isso e o que significam para nós?

1. Chamado Inicial
Deus chama alguém para servi-lo e raras vezes  se dá ao trabalho de interromper o curso natural da vida de alguém para pedir-lhe que realize uma tarefa fácil. – Hb 11.32-38
Deus convida pessoas a se envolverem em atividades de alto risco. Deus quer nos usar, nos fazer crescer, que sejamos fortes, sábios e corajosos.  Não parece muito interessado em nos ver confortáveis.

 2. Resposta
Nessas narrativas de chamados, a pessoa a quem Deus chamou sempre dá sua resposta direto para ele. E a resposta na maioria das vezes é: Não sou capaz. Quase sempre a reação inicial é o medo.
Se houver um desafio à sua frente, que poderia levá-lo ao crescimento e ser útil para quem está a sua volta, mas você se descobre com medo de abraçá-lo, há uma chance muito boa de que Deus esteja nesse desafio.
Dê um passo à frente.

3. Renovação da confiança
Normalmente a reação ao chamado de Deus é de Resistência. Deus sabe que as pessoas se apavoram, de modo que lhes faz uma promessa. – Js 1.9  –  Jz 6.12
Deus não diz que vai arranjar outra pessoa. Esse tipo de promessa significa que nada de ruim acontecerá?  NÃO
A promessa é de que nada pode separá-lo do amor de Deus. Você pode sofrer. Pode se machucar. Pode morrer.
Jesus prometeu àqueles que o seguissem três coisas apenas:
Um Coração Feliz  –  Intrepidez absoluta   –   Uma vida metida em encrencas.
A maioria de nós se contenta com o cumprimento de das duas primeiras promessas.

4. Decisão
O que interessa de verdade quando Deus nos chama para fazer alguma coisa não é se nós nos sentimos ou não inadequados.
Nós somos inadequados.
Por isso Deus promete ir conosco.  O que importa é sua decisão.  Só pessoas que dizem sim ao desafio, à necessidade premente e ao risco vivem de fato em plenitude. Deus faz o chamado; nós arriscamos; nós agimos.

5. Vida Transformada
Toda vez que alguém diz sim para Deus, o mundo se transforma um pouco. – At 4.13
Toda vez que você diz não para Deus – você se transforma um pouco.  Seu coração torna-se um pouco mais duro. Seu espírito morre um pouco.  Seu vício em conforto se fortalece um pouco. Todos nós gostaríamos de ser pessoas de fé, mas preferiríamos a antecipação de uma garantia.
Onde é possível provar, é impossível ter fé
Serei mais generoso, Deus, desde que o Senhor aumente minha renda primeiro. A fé funciona ao contrário disso. – Js 3.13
O fato do resultado ser desconhecido dá coragem, esperança e sentido às coisas.

Comentários
Print Friendly, PDF & Email